Décimo dia

​”Escrever é fácil: você começa com uma letra maiúscula e termina com um ponto final. No meio você coloca idéias.” (Pablo Neruda).

Mais uma vez estou sem inspiração.😟

Pedi ajuda ao Neruda, mas ele não foi muito claro. De pouco me adiantou.😦

Nesses dias, parece tudo nebuloso, sendo uma neblina de cortar a faca. Daí eu rodo, rodo, rodo e nada sai.💃

Decido escrever sobre o vácuo. Não sei o que tem lá. Talvez o nada.🖎

Mergulho nesse nada e descubro que ele é profundo, escuro e frio. Um frio que parece nevar. Não se encherga um palmo a frente do nariz.👃

Não sei aonde essa viagem vai dar. Isto é, a viagem ao nada. Sei apenas que comecei com uma letra maiúscula e termino com o ponto final.👣

2 comentários em “Décimo dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s